Em nosso país hoje ouvimos diariamente relatos de absurdo que ocorrem dentro das salas de aula. Alunos que agridem professores e professores que não conseguem controlar seus alunos entre outras coisas. Quando casos assim se tornam noticia, todos dizem que as crianças de hoje não respeitam mais professores, escola e nem mesmo seus pais. Deixo registrado que qualquer tipo de violência é algo que deve ser punido severamente.

 

 

No início do século XX a figura do professor era  passada como o único ser que detinha o conhecimento, já que o mesmo passou sua vida estudando e dentro da escola, ele era responsável por organizar e passar conhecimento que estava em livros para seus alunos, mas no final da década de 1980 os consumidores começam a ter acesso a Internet.

 

 

 

Junto com a Internet foram criadas ferramentas para que qualquer pessoas pudesse ter acesso ao conhecimento que desejasse, fazendo com que o professor não fosse a única pessoa a ter acesso a todo e qualquer conhecimento da história. Mas para que isso acontecesse foi preciso que pessoas digitalizassem livros, documentos históricos, cidades históricas e todo o conhecimento já produzido pela humanidade.

 

 

 

Mas e na escola o que aconteceu? Até hoje na segunda década do século XXI a escola continua a ensinar da mesma forma, passando para os alunos que o professor é a única pessoa que tem autoridade e autorização para passar o conhecimento, mas principalmente, passam a cultura de que se o aluno não se formar em uma faculdade ele não será nada, pois quem não tem um diploma não tem autoridade para construir, mudar ou revolucionar nada.

 

 

 

Eu hoje tenho 21 anos, me formei no ensino médio a 4 anos, nesse tempo entrei na faculdade e estou estudando tecnologia. Quando eu estava na escola e até hoje na faculdade existem professores que chegam para os alunos com um livro de 400 páginas para que os alunos leiam aquilo, fazendo com que o mesmo perca muito tempo lendo aquilo, sendo que se ele der uma googleada ele vai encontrar tudo o que aquele livro fala em poucos segundos.

 

 

 

Mas você pensa, essa juventude é imediatista, não quer dedicar um tempo lendo um livro. Todos somos imediatistas, você não manda mais cartas, manda um WhatsApp e fica esperando a resposta em segundos.

 

 

Os tempos são outros, mas as escolas continuam sem adaptar-se à essa nova era em que vivemos, sendo assim não podemos culpar alunos por não se interessarem pelas aulas. A escola não sabe mais como prender a atenção de seus alunos e para justificar sua incompetência colocam a culpa nos alunos, mas onde está a tecnologia que usamos no dia a dia que não chegou até hoje às salas de aula?

 

Essa forma antiquada de levar informações aos alunos os deixa impacientes, sem vontade ir as aulas, pois quando chega lá é obrigado a viver como no século passado. Isso acabou com a admiração pela escola. Sem contar a falta de respeito que paira nas ruas de nosso país, fazendo com que alunos não respeitem seus professores e em casos absurdos partido até para agressões.

 

O futuro da educação está na tecnologia, que até hoje as escolas insistem em mante-la longe.

 

 

SOBRE AUTOR

Marcos Rai

Embaixador Universitários Acima da Média , especialista em segurança digital, professor de robótica, empreendedor educacional, otimista, apaixonado pela mudança e um grande entusiasta do futuro do nosso povo.

 

DE QUEM É A CULPA ?

TECNOLOGIA

29/08/2016

 

BLOG

 

CONTATO

AFROBRAS Copyright  ©  2016

O QUE TODO SITE DE SUCESSO TEM ?